« Página principal | Salão de Produtos e Serviços para Municípios » | Portugal líder contra o fogo » | Três aerogeradores reforçam parque eólico » | Rede de metro deu "lucro" de 63 milhões ao ambient... » | Salão Internacional de Projectos, Sistemas e Equip... » | A factura da energia » | Grande Porto previne fogos » | Feira de Produtos e Serviços da Qualidade » | Aumentar ciclovias e zonas pedonais » | Incêndios florestais ainda por prevenir » 

10 março 2006 

Órgão consultivo britânico diz que nuclear não resolve problemas energéticos nem climáticos

Construir novas centrais nucleares no Reino Unido não vai resolver os problemas de abastecimento energético nem ajudar o país a lutar contra as alterações climáticas, revela hoje um relatório da Comissão para o Desenvolvimento Sustentável (SDC, sigla em inglês), órgão consultivo governamental.

Duplicar a capacidade nuclear terá um impacte reduzido na redução das emissões de dióxido de carbono (CO2) em 2035, escreve o órgão consultivo do Governo de Tony Blair para as questões ambientais. Actualmente, o Governo está a rever as necessidades energéticas do país.

O nuclear é visto por alguns como uma fonte de energia mais segura do que os combustíveis fósseis e com potencial para estabilizar as emissões de CO2.Mas o relatório da SDC, elaborado em resposta à revisão do sector energético, conclui que os riscos da energia nuclear ultrapassam as suas vantagens.“Não vale a pena negar que a energia nuclear traz benefícios mas, no nosso ponto de vista, estes são menores do que as desvantagens”, comentou Jonathan Porritt, presidente da comissão, à BBC online. Além disso conclui que o país conseguirá satisfazer as suas necessidades energéticas sem a energia nuclear.

“O Governo [britânico] vai ter de deixar de procurar soluções fáceis para as alterações climáticas e crises energéticas porque estas não existem”. Malcolm Wicks, ministro da Energia e coordenador da revisão governamental, disse que as conclusões da SDC trouxeram “uma contribuição importante e profunda” ao debate. “Garantir fontes de energia limpa e acessíveis no longo prazo não será fácil. Ninguém nunca sugeriu que a energia nuclear – ou qualquer outra fonte energética só por si – poderia responder a esses desafios”, acrescentou Wicks.

http://www.publico.clix.pt/shownews.asp?id=1249886&idCanal=96

Acerca da Cimeira

  • CIMEIRA do AMBIENTE, SEGURANÇA e QUALIDADE
  • 18-20 de Maio de 2006
  • EXPONOR - Feira Internacional do Porto
Powered by Blogger
e Blogger Templates