18 maio 2006 

CIMEIRA aborda qualidade de vida urbana

Exemplos de Rennes, Bilbau, Estocolmo e algumas cidades norte-americanas passam esta sexta-feira (a partir das 9:30 horas) pelo Centro de Congressos da Feira Internacional do Porto, em Matosinhos. Conferência reúne responsáveis públicos e especialistas

A revitalização urbana, a qualidade de vida e a competitividade das cidades são os grandes temas da conferência promovida pela EXPONOR e a Sociedade de Reabilitação Urbana (SRU) – Porto Vivo, sob a égide da CIMEIRA DO AMBIENTE, SEGURANÇA E QUALIDADE, que arranca amanhã na Feira Internacional do Porto, prolongando-se até sábado (dia 20).

«O posicionamento da Área Metropolitana do Porto no panorama internacional», A «Revitalização urbana do centro histórico do Porto» e a «Mobilidade nos centros urbanos» são três dos sub-temas da iniciativa, que, esta sexta-feira (19 de Maio), trarão ao Centro de Congressos da EXPONOR autarcas, responsáveis públicos e especialistas nas matérias, numa jornada que começa às 9:30 horas e se prolonga pela tarde (Auditório B4).

Álvaro Costa, da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, Joaquim Branco, presidente da Comissão Executiva da SRU – Porto Vivo, e Guilherme Pinto, vice-presidente da Junta Metropolitana do Porto, são três das personalidades com intervenções já confirmadas na iniciativa (entre as 10:15 e as11:25). A moderação pertencerá ao vice-presidente da Associação Empresarial de Portugal (AEP), Luís Valente de Oliveira.

Serão apresentados alguns “case studies” tais como o de Rennes (França), no domínio da mobilidade, Bilbau (Espanha), como exemplo de transformação de uma cidade através da exploração de um equipamento cultural de referência, e Estocolmo (Suécia), ao nível do ambiente. A apresentação dos estudos de caso (das 14:00 às 16:00) estará a cargo de Juan Garaiyurrebaso, da Câmara de Comércio de Bilbau, de Christian Le Petit, da Rennes Métropole, e de Mats Pemer, da Stockholm Municipality. Haverá ainda espaço para a apresentação de «Tendências e casos bem sucedidos nos EUA», pela reflexão de Carlos Balsas, da Universidade do Arizona.

A segunda parte da conferência será ocupada pela reflexão sobre os factores e acções a implementar para maximizar a qualidade de vida nos centros urbanos. «Factores de competitividade e sustentabilidade: desafios às cidades portuguesas» é o mote. No fundo, uma oportunidade para encontros personalizados informais entre os protagonistas do sector, desde autarcas e dirigentes políticos a especialistas e proprietários de imóveis.

Para além desta conferência, a CIMEIRA DO AMBIENTE, SEGURANÇA e QUALIDADE tem a decorrer em paralelo cerca de uma dezena e meia de outras iniciativas (ver programa detalhado a seguir) de debate. As jornadas de reflexão abrangem as quatro áreas representadas no evento: PORTUGAL AMBIENTE - 8.º Salão Internacional de Equipamentos, Tecnologias e Serviços Ambientais, INTERMUNICIPAL – 5.º Salão de Produtos e Serviços para Municípios, INTERSEGURANÇA – 4.ª Salão Internacional de Projectos, Sistemas e Equipamentos de Segurança e QUALIDADE -1.ª Feira de Produtos e Serviços da Qualidade.

Entre 2000 e 2004, os eventos reunidos em torno do PORTUGAL AMBIENTE (bienal) trouxeram ao recinto de feiras da EXPONOR um global de 1.215 empresas expositoras e marcas representadas e receberam um total de 22.643 visitas. Feito o balanço de três edições, o PORTUGAL AMBIENTE congregou uma média de 405 expositores (directos e indirectos) e 7.548 visitas por certame.

Acerca da Cimeira

  • CIMEIRA do AMBIENTE, SEGURANÇA e QUALIDADE
  • 18-20 de Maio de 2006
  • EXPONOR - Feira Internacional do Porto
Powered by Blogger
e Blogger Templates